Vídeo mostra momento que segurança mata cliente com facadas no coração

Imagens mostram o momento em que o segurança Marciel de Sousa agride e acaba matando a facadas Luiz Fernando Alves, 34 anos, dentro de carro Imagens mostram o momento em que o segurança Marciel de Sousa Barros agride e acaba matando a facadas Luiz Fernando Alves da Silva, aos 34 anos, dentro de um carro, no … Continue lendo "Vídeo mostra momento que segurança mata cliente com facadas no coração"

Vídeo mostra momento que segurança mata cliente com facadas no coração

Imagens mostram o momento em que o segurança Marciel de Sousa agride e acaba matando a facadas Luiz Fernando Alves, 34 anos, dentro de carro

Imagens mostram o momento em que o segurança Marciel de Sousa Barros agride e acaba matando a facadas Luiz Fernando Alves da Silva, aos 34 anos, dentro de um carro, no Guará. Os golpes atingiram o coração do homem. O crime aconteceu na noite de 13 de fevereiro em um bar na QE 40. A vítima frequentava o estabelecimento onde o autor trabalhava

O caso foi investigado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por meio da da 4ª DP (Guará). O delegado Herbert Léda afirma: “Apurou-se que o autor, de forma livre e conscientemente, com inequívoca intenção de matar, desferiu golpes de faca contra a vítima que causou a morte desta em razão de grave traumatismo torácico. A qualificação por motivo fútil foi decorrente de desavenças anteriores”.

De acordo com Léda, a outra qualificadora do crime se deu em em razão do ataque surpresa e repentino, de forma premeditada. No último sábado (24/2), após o inquérito policial, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) ofereceu a denúncia contra Marciel de Sousa por homicídio duplamente qualificado.

De acordo com testemunhas, a vítima ameaçava constantemente o autor do crime e chegou a dizer que mataria o outro homem assim que tivesse acesso a uma arma de fogo.

Uma pessoa envolvida no caso afirmou que Luiz arranjava problemas no bar e estava proibido de frequentar o espaço. Em certa ocasião, ele precisou ser retirado do local pelos seguranças e, a partir de então, teria começado a ameaçar Marciel reiteradamente.

A testemunha indicou que, no momento do crime, a vítima esperava o segurança chegar ao trabalho e teria iniciado uma luta corporal contra o homem. A briga ocorreu nas imediações do bar e dentro do veículo onde Luiz estava.

Uma das pessoas envolvidas teve o pulso cortado enquanto tentava separar a briga. A luta terminou quando o segurança entrou no bar e saiu do local sem falar com ninguém. Inicialmente, o segurança foi considerado foragido, sendo preso no dia 20 de fevereiro.

O Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) informou que, ao chegar ao endereço, encontrou a vítima com uma perfuração por arma branca no lado esquerdo do tórax e em parada cardiorrespiratória.