Pré-candidatos de esquerda no Entorno defendem a justiça social e a gestão participativa

A Ride tem majoritariamente pré-candidatos de direita e centro-direita, no entanto, os possíveis pré-candidatos da esquerda permanecem resilientes, buscando fortalecer suas posições e conquistar um espaço maior no pleito de 2024.

Pré-candidatos de esquerda no Entorno defendem a justiça social e a gestão participativa
Moradora de Santo Antônio do Descoberto há 32 anos e presidente do Diretório Municipal do PT, a professora Railda lançou sua candidatura à prefeitura da cidade. Na foto com o deputado Antônio Gomide. Foto: (divulgação)
Pré-candidatos de esquerda no Entorno defendem a justiça social e a gestão participativa
Pré-candidatos de esquerda no Entorno defendem a justiça social e a gestão participativa
Pré-candidatos de esquerda no Entorno defendem a justiça social e a gestão participativa
Pré-candidatos de esquerda no Entorno defendem a justiça social e a gestão participativa
Pré-candidatos de esquerda no Entorno defendem a justiça social e a gestão participativa

Enquanto a direita e a centro-direita seguem consolidadas na região, a esquerda enfrenta desafios significativos perante o status quo político de Goiás. As eleições municipais de 2024 irão definir novos prefeitos e vereadores e, diante deste cenário, o Jornal Opção Entorno conversou com alguns pré-candidatos, abordando as perspectivas da esquerda para o pleito.

De olho na Prefeitura de Águas Lindas, militantes do Partido dos Trabalhadores (PT) e da Federação PCdoB e PV se preparam para o lançamento de uma candidatura majoritária para a campanha. Dentre os nomes que podem encabeçar a candidatura a prefeito, está o do advogado Willian Idelfonso, defensor da justiça e direitos do cidadão. Morador da cidade desde 1986 e filiado ao PT, ele já disputou para vereador e deputado estadual, sendo suplente na última eleição. Sua candidatura representa a união de forças políticas que buscam um projeto de governo voltado para o desenvolvimento social e econômico do município. O PT, com sua tradição de luta pela justiça social, e a Federação PCdoB e PV, com seu compromisso com a sustentabilidade e a participação popular, formam uma aliança promissora.

“Nós já estamos fazendo um trabalho de base desde 2016 e acreditamos que com a Federação Brasil da Esperança e partidos coligados vamos mudar para melhor o cenário da política municipal de nossa cidade. As prefeituras devem estar alinhadas com o governo para pensar em políticas públicas voltadas para a inclusão, igualdade e justiça social”, afirma o pré-candidato.

Entre suas principais bandeiras estão a moradia para todos, água potável nas torneiras, o programa Meu Primeiro Emprego, a gestão democrática nas escolas, a implementação da guarda municipal, creches comunitárias, entre outras ações. “Em Águas Lindas, o Governo Federal entregou mais de 18 mil moradias populares pelo programa Minha Casa, Minha Vida, além da construção de duas creches, dois postos de saúde e a criação do programa Caminhos da Escola”, destaca Willian Idelfonso.

Já a advogada Cida Costa Aquino, pré-candidata a uma cadeira na Câmara Municipal de Águas Lindas, enfatiza que o PT tem grande importância nessas eleições devido ao bom desempenho do presidente Lula, o que se refletirá nos municípios. “Sei que temos muito trabalho pela frente e que não será um caminho fácil, mas precisamos combater o extremismo da direita. Hoje, a esquerda representa todos os graus e esferas da sociedade. Portanto, a gente defende as políticas públicas e sociais voltadas para o povo, independentemente de gênero, classe social, religião e etnia”, enfatiza.

Cida afirma que deseja construir um mandato coletivo e participativo, principalmente em defesa das mulheres. “Com a participação da população, queremos discutir políticas públicas para a sociedade, propor leis e fiscalizar os recursos provenientes do estado para a prefeitura, de modo que sejam de fato aplicados no devido lugar e da maneira correta. A minha bandeira primordial, contudo, é o empoderamento das mulheres por meio de ações, projetos, networking e defesa de seus direitos”, divulgou a pré-candidata.

Moradora de Santo Antônio do Descoberto há 32 anos e presidente do Diretório Municipal do PT, a professora Railda lançou sua candidatura à prefeitura da cidade no mês passado e tem buscado apoio para fortalecer seu nome. “Os municípios do Entorno têm uma relação muito próxima com o Distrito Federal, então estamos articulando a nossa campanha política com os deputados distritais Carlos Magno, Ricardo Vale e Chico Vigilante, e com a deputada federal Erika Kokay, além de Geraldo Magela, importante liderança do PT. Em Goiás, temos recebido apoio incondicional dos deputados estaduais Mauro Rubem, Antônio Gomide, Bia de Lima e dos deputados federais Rubens Otoni e Adriana Accorsi”, esclarece Railda.

Sobre seu programa de governo para a gestão da prefeitura, a pré-candidata ressalta que está avaliando as propostas com as lideranças do município, federações, partidos e a comunidade. “Hoje, Santo Antônio enfrenta muitas dificuldades nas áreas de infraestrutura, meio ambiente, saúde, educação, transporte e na geração de emprego e renda. São muitos problemas e, por isso, precisamos dessa parceria firme com o DF para a implementação de políticas públicas eficientes na região”.

Cida frisou a importância do fortalecimento das candidaturas femininas, mencionando o projeto “Elas por Elas”, que será lançado no dia 24 de fevereiro, na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), pela Secretaria Estadual de Mulheres do PT Goiás juntamente com a Secretaria Nacional de Mulheres do PT. A iniciativa visa incentivar, fortalecer e dar visibilidade às candidaturas femininas, tornando-as mais viáveis e competitivas.

Em busca de seu primeiro mandato como vereador em Santo Antônio do Descoberto, Gilson Vigilante avalia que a esquerda vem se fortalecendo para as eleições e propõe uma agenda voltada para a geração de empregos e turismo. “Trabalho na vigilância e sou morador da cidade há 33 anos. Contamos que as eleições municipais fortaleçam a esquerda no país e, com isso, poderemos trazer para a nossa cidade programas e projetos do Governo Federal, como o Novo PAC. Vamos conduzir uma agenda positiva voltada para a geração de emprego e renda a partir da instalação de novas empresas no município, além de buscarmos investimentos para os setores turístico e cultural”, conclui Gilson.

Em Planaltina de Goiás, a professora e ex-vice-prefeita Eva Márcia do PT vem se consolidando como pré-candidata do partido à prefeita, visando contrapor a popularidade do prefeito Cristiomário (UB), que é candidato à reeleição. “O Partido dos Trabalhadores tem feito um projeto de incentivo às pré-candidaturas para prefeitos, vice-prefeitos e vereadores em todos os municípios do Entorno. A esquerda está se organizando para estas eleições e nós teremos muito apoio para que isso aconteça”, afirma Eva Márcia.

Para ela, a votação expressiva do presidente Lula na região vai contribuir para uma agenda de campanha nas ruas. “Em Planaltina de Goiás, nós vamos conversar com toda a população e, em especial, com o eleitorado do presidente, porque ele teve mais de 22 mil dos votos válidos do município. Vamos levar a nossa plataforma de trabalho voltada para a implementação de políticas públicas do Governo Federal na nossa cidade”, finalizou.