Há uma década sem governar no DF, PT faz autocríticas e cita racha

Em sessão solene para comemorar aniversário do Partido dos Trabalhadores, PT-DF faz uma série de autocríticas, cita racha, Damares e mais

Há uma década sem governar no DF, PT faz autocríticas e cita racha

O Partido dos Trabalhadores do Distrito Federal (PT-DF) fez uma série de autocríticas durante uma sessão que seria comemorativa na Câmara Legislativa do DF (CLDF), nessa última terça-feira (6/2). Há uma década sem conseguir governar a capital do país, a legenda citou o racha interno vivido, com discursos que criticaram da desunião à falta de diálogo com o povo. Os petistas também nomearam três políticos da direita que temem que possam assumir o Buriti após a saída de Ibaneis Rocha (MDB).

A CLDF esteve cheia para a sessão solene em comemoração ao 44° aniversário do Partido dos Trabalhadores. Iolanda Rocha, presidente do PT de Samambaia, levou uma crítica antiga sobre o distanciamento da legenda com a massa da população. “Precisamos ser mais simples para dialogar com nosso povo, para encontrar com nosso povo na periferia. […] Por que não estamos conseguindo esse diálogo com o nosso povo?”, questionou.

Já o deputado distrital Ricardo Vale (PT) expôs outro problema, relacionado ao racha interno do partido. “Temos a responsabilidade maior de unificar esse partido. Podemos divergir de uma série de coisas, mas precisamos unificar. Sem união, a gente jamais voltará a governar essa cidade. Infelizmente, a gente está muito desunido. Precisamos construir canais de diálogo para mudar essa situação.”

Brigas

Nos últimos anos, brigas de bastidores do PT acabaram virando públicas, com acusações mútuas de diferentes subgrupos políticos de dentro da legenda. Em uma das brigas recentes, Wilmar Lacerda, vice-presidente do Partido dos Trabalhadores, emitiu nota se ressaltando como oposição ao governo Ibaneis e foi rebatido pelo distrital Chico Vigilante, nas redes.

“É curioso como o senhor Lacerda permaneceu em silêncio durante cinco anos, exatamente o período em que Ibaneis está no poder, enquanto nós, membros da CLDF, exercemos oposição desde o início da gestão do atual governador. […] Não vou alimentar brigas internas no PT, pois isso não resolverá absolutamente nada. Senhor Wilmar Lacerda, continue buscando sua carreira como deputado, mesmo que tenha falhado diversas vezes. Não vou perder tempo com alguém que não possui capital político e muito menos me envolver em uma briga interna do PT”, escreveu Chico, em outubro de 2023.

Nomes da direita

Após discursar contra o racha do partido, Ricardo Vale nomeou três políticos que disse aparecerem em pesquisas como alternativa ao GDF, nas próximas eleições.

“São eles que estão se construindo para substituir Ibaneis. A gente tem que falar dos bolsonaristas. De Bia Kicis, Damares, aquela moça lá esposa do Bolsonaro, Michelle. A gente não pode esquecer desse pessoal, eles estão se organizando.”